25 de novembro de 2009

Comparações

Vasculhando os arquivos de imagem aqui no meu computador, encontrei imagens interessantes e comecei a comparar as fotos antigas e as mais atuais. A primeira comparação que escolhi é de 2 imagens da Praça dos Leões, uma da grande cheia de 1974 e outra da enchente de 2004.

Através dessas fotos eu pude comprovar que essa primeira enchente foi muito maior que a última. Reparem, no fundo da imagem da foto de 74, a altura do nível da água nas portas dos comércios e depois comparem com a foto de 2004. E se reparmos mais ainda, podemos ver na foto de 74 uma mancha escura nas paredes, acima do nível da água, o que significa que quando a foto foi tirada a água já havia recuado pelo menos uns 50 centímetros. Incrível.




Praça dos Leões 1974



Praça dos Leões 2004



A outra comparação escolhida é de 2 imagens da casa do maestro Álvaro Correia. Não sei bem a data da primeira foto, creio ser do final da década de 70 ou início de 1980 e a segunda é de 2009. O que notamos nessas fotos é o desenvolvimento dessa parte da cidade. A paisagem foi muito modificada. Lá no fundo aparece a cerâmica, e o antigo campo de futebol é substituído por um ginásio poliesportivo. A casa do maestro foi reformada e a quantidade de casas no entorno aumentou consideravelmente.

Pena que o progresso não seja vestido apenas de louros, pois com ele temos também a destruição. Reparem na imensa mancha escura ao lado da casa do sr. Álvaro, na foto preto e branco, é um pomar que se estendia até a margem do Rio Jaguaribe. Já na foto de 2009 o pomar tornou-se um enorme descampado, dando lugar ao que futuramente será o novo campo de futebol.




Casa do Maestro 70/80


Casa do Maestro 2009



O interessante dessas fotos em P&B é que mostram a simplicidade de vida do nosso povo. Na foto da enchente temos uma canoa passeando no meio das águas, como se nada houvesse acontecido e ao fundo, um velho Jeep, ilhado, como se esperasse as águas baixarem. Já na foto da casa do maestro, que na época mais parecia um sítio, as vacas pastam no mato ralo na entrada da casa e as roupas estavam estendidas na cerca de madeira, com certeza secando após serem lavadas sobre as pedras do Rio Jaguaribe.



Fotos: Praça dos Leões 1974 (Desconhecido); Praça dos Leões 2004 (Desconhecido); Casa do Maestro 70/80 (Desconhecido); Casa do Maestro 2009 (Djferson S. Araújo)

7 comentários:

  1. DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA...




    "As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
    têm direito inalienável à Verdade, Memória,
    História e Justiça!" Otoniel Ajala Dourado




    O MASSACRE APAGADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA


    No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi o MASSACRE praticado por forças do Exército e da Polícia Militar do Ceará no ano de 1937, contra a comunidade de camponeses católicos do Sítio da Santa Cruz do Deserto ou Sítio Caldeirão, que tinha como líder religioso o beato "JOSÉ LOURENÇO", paraibano de Pilões de Dentro, seguidor do padre Cícero Romão Batista.



    O CRIME DE LESA HUMANIDADE


    O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como se fossem juízes e algozes.



    A AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELA SOS DIREITOS HUMANOS


    Como o crime praticado pelo Exército e pela Polícia Militar do Ceará foi de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO / CRIME CONTRA A HUMANIDADE é considerado IMPRESCRITÍVEL pela legislação brasileira bem como pelos Acordos e Convenções internacionais, e por isso a SOS - DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza - Ceará, ajuizou no ano de 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo que: a) seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) sejam os restos mortais exumados e identificados através de DNA e enterrados com dignidade, c) os documentos do massacre sejam liberados para o público e o crime seja incluído nos livros de história, d) os descendentes das vítimas e sobreviventes sejam indenizados no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos



    A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO


    A Ação Civil Pública inicialmente foi distribuída para o MM. Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, redistribuída para a 16ª Vara Federal na cidade de Juazeiro do Norte/CE, e lá chegando, foi extinta sem julgamento do mérito em 16.09.2009.



    AS RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5


    A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife, com os seguintes argumentos: a) não há prescrição porque o massacre do Sítio Caldeirão, é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos das vítimas do Sítio Caldeirão não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do Czar Romanov, que foi morta no ano de 1918 e encontrada nos anos de 1991 e 2007;



    A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA


    A SOS DIREITOS HUMANOS, a exemplo dos familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo desaparecimento forçado de 1000 pessoas do Sítio Caldeirão.


    QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA


    A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem encontrar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes procurados na Chapada do Araripe mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?



    COMISSÃO DA VERDADE ATRAVÉS DO PROJETO CORRENTE DO BEM


    A SOS DIREITOS HUMANOS solicita apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, também que o internauta divulgue esta notícia em seu blog, e o envie para seu representante na Câmara municipal, Assembléia Legislativa, Câmara e Senado Federal, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal que informe a localização da COVA COLETIVA das vítimas do Sítio Caldeirão.



    Paz e Solidariedade,



    Dr. OTONIEL AJALA DOURADO
    OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197 – 8719.8794
    Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
    Membro da CDAA da OAB/CE
    www.sosdireitoshumanos.org.br

    ResponderExcluir
  2. Sua luta encontra apoio no Blog de Jucás dr. Otoniel e estamos disponíveis para o que for preciso. Forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Pra este tipo de Direitos Humanos,sim,mas pra apoiar vagabundo que mata,estupra,sequestra,intimida o cidadão que trabalha e paga imposto,não.

    ResponderExcluir
  4. Eu ja sabia que voce era um gaviao sim safado, vestido de tucano para ficar empregado nas empresas do LUNA, sabe la se nao so filmando o que acontecia la para depois repassar para os adversarios, mais DEUS e grande sabera punir os traidores e ingratos, sua vez chegara.

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkk
    Não sei nem pra que venho aqui responder!
    Uma pessoa ignorante, estúpida, sem conhecimento de causa e covarde, já que não se identifica, como você, não merece sequer um miléssimo de tempo da minha atenção.
    No entanto, uma pessoa que fala uma coisa dessa com certeza não me conhece. Sou um cara profissional, como fui com o Luna e como estou sendo com o Helânio, a bandeira que levanto é a do trabalho. Isso sim eu gosto de fazer.
    Gente desocupada como você é que gosta de jogar areia nos olhos do adversario no meio de uma briga! Não sou assim. Sei da minha competência e tenho minha consciência limpa. Faço o que é melhor pra mim, e se isso te incomoda... melhor sair da frente, porque eu não vou parar.
    O que mais gosto no Blog são os comentários! Porém, nunca me meti numa discussão política, dentre várias que já aconteceram por aqui. E não será por conta desse seu comentário infeliz que isso vai mudar.

    Bem, amiguinho "anônimo": passar bem!

    ResponderExcluir
  6. oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
    pessoauuuuuuuuuuuuuuuuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI PESSOAL DE JUCAS AQUI QUEM VOS ESCREVE E GENTINHA. GOSTARIA DE SADER COMO VAI AS COISAS POR AI. PRINCIPALMENTE MINHAS AMIGAS CARMINHA E AS MENINAS DE ODETE ANTONIA E MARIA BEIJOS DA VELHA COMTRANIA.GENTINHA

      Excluir