6 de março de 2008

Ilustre conterrâneo

Você jucaense com mais de 10 anos, com certeza já ouviu falar de João de Sá Cavalcante! Isso mesmo!!! Esse é o nome da extinta Escola de Ensino Fundamental de Jucás, que até hoje deixa saudade e faz com que gente, como eu, ainda chame a ladeirinha que dava acesso à Escola e para a parte alta da cidade de Ladeira do João de Sá.

Bem, não iniciei essa postagem para falar da Escola, nem tão pouco da pessoa de João de Sá Cavalcante (quem sabe em outra ocasião), mas de seu filho Ari de Sá Cavalcante. Isso mesmo!!! (de novo) Esse Ari de Sá é que empresta seu nome para nomear um dos principais colégios de Fortaleza. Pouca gente sabe disso, mas Ari de Sá Cavalcante, nascido aos 26 dias de agosto de 1918, é filho do seu João e da dona Raimunda Rabelo de Sá Cavalcante, e é claro, é jucaense.

Menino pobre e do interior do Ceará, que, apesar das grandes dificuldades financeiras da família, foi aluno brilhante.

“Seu zelo pelo estudo era tão grande que, quando jovem, saía à noite para estudar embaixo das luminárias da Praça dos Leões. Na sua pequena casa da Av. Dom Manuel, 482, havia iluminação apenas na sala de visitas, onde se concentrava toda família.” Oto de Sá Cavalcante – Atual diretor do Colégio Ari de Sá Cavalcante

Resumindo um pouco da sua brilhante carreira, Ari de Sá bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Ceará em dezembro de 1939. Ainda estudante universitário, foi Professor de Matemática e Português em diversos colégios de Fortaleza. Ensinou nos Cursos da Campanha de Aperfeiçoamento do Ensino Secundário, nos anos de 1959 a 1962, em Fortaleza, Maceió, Curitiba e Belo Horizonte. Em 1944, através de Concurso Público, ingressou no Magistério Militar como Professor de Matemática da Escola Preparatória de Cadetes de Fortaleza (atual Colégio Militar). Professor da Faculdade Estadual de Ciências Econômicas, por Concurso Público. Em 1961, assumiu o cargo de Diretor da Faculdade, federalizou-a, integrando-a a UFC, criou cursos de pós-graduação, e colocou a Faculdade entre as melhores do país durante a sua administração. Implantou em Fortaleza, o CAEN – Centro de Aperfeiçoamento de Economistas do Nordeste e o Curso de Pós-Graduação. Secretário da Fazenda no Governo Raul Barbosa, sendo também Secretário, no Ceará do PSD – Partido Social Democrático. Como jornalista, colaborou com o jornal O Estado e foi professor e diretor do Colégio Farias Brito de 1941 até sua morte, em 1967.



Ari de Sá Cavalcante viveu apenas 49 anos, mas a intensidade e a determinação com que viveu tornaram-lhe um filho ilustre de nossa terra. Reconheçamos nossas personalidades.

17 comentários:

  1. acho massa essa iniciativa de mostrar a história da sua cidade, dj.
    continue assim!
    um xero!

    ResponderExcluir
  2. "Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver." [Amyr Klink]

    Jucás é um desses lugares que precisa ser visitado p/ se ter uma noção do qto é rica e especial.Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Tai que essa eu não sabia mesmo...
    mais só tem personalidades mesmo nesse jucás.
    Poeta arroxe ai nas pesquisas que ta ficando show.
    bjossss

    ResponderExcluir
  4. Eu sabia disso, e tambem sabia que o colegio era pra se chamar Ari de Sa, e ele sem modestia preferiu homenagear o paiseu Joao de Sa Cavalcante, e que saudades sinto desses colegio que na minha opiniao nunca deveria ter mudado de nome, tanto e que ninguem esquece esse colegio que ate hoje todo mundo chama de ladeira do joao de sa e ainda usa o nome como ponto de referencia"eu moro perto do antigo Joao de Sa.

    ResponderExcluir
  5. Pois é Anônimo, estudei no João de Sá também. E concordo, eu não mudaria de nome, mas... Não deixe de visitar o blog, comente e DIVULGUE. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  6. voces podiam falar sobre os cidadaos importantes de jucas e carius

    ResponderExcluir
  7. No futuro aparecerão mais ilustres conterrâneos, estou organizando o material, se tiver informações que possam ajudar, agradeço. djpublic@gmail.com Obrigado pela visita e pelo comentário. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  8. DJ.JÁ QUE ESTAMOS FALANDO DE ILUSTRES, PODIA TAMBÉM PESQUISAR TODA A HISTÓRIA DE PADRE JOÃO STICKER QUE MESMO SEM SER FILHO DA NOSSA TERRA MAS TANTO FEZ PARA O NOSSO MUNICÍPIO E ACREDITO QUE MERECIA UMA BOA HISTÓRIA DELE FAZER PARTE DESSE BLOG. AFINAL MUITOS NÃO SABEM O QUE ELE FEZ DE BOM PARA OS JUCAENSES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Por portaria do Bispo de Crato, Dom Vicente de Araújo Matos, datada de 18-3-1960, foi nomeado Vigário da Freguesia o Padre João Sticker, MSF, em substituição ao Padre José Guttler. Em 1962, quando a freguesia passou a pertencer à Diocese de Iguatu, ele foi mantido no cargo."

      O Padre João Sticker construiu a maternidade e Hospital Santa Iazabel, que foi inaugurada no dia 15-11-1963.

      Excluir
    2. Peça desculpa a Djferson, passei esta informação para Anônimo sobre Padre João.

      Meu nome é Tereza, sou Jucaense e moro em Manaus-AM, abraço!

      Excluir
  9. Concordo totalmente Anônimo, inclusive já tenho algum material sobre o Padre, em breve teremos uma matéria especial sobre o mesmo. Obrigado pela dica e volte sempre. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  10. È caro contêraneo penso como você em relação à Escola,pois já estudei lá.Mas em relaçao aos filhos ilustres desta terra,só nos dá orgulho,já que muitos de nós negam suas raizes, quando deveriam se orgulhar de serem filhos de uma terra dão ilustre.continue nos enxendo de orgulho?

    ResponderExcluir
  11. O espaço é perfeito... Nessas horas da uma saudade...........

    Eliarde Moreno

    ResponderExcluir
  12. O blog é um espaço para todos. Aproveite e comente. Um forte abraço Eliarde!

    ResponderExcluir
  13. Nossa! Adorei saber disso.
    Me deu saudades do tempo do
    meu ensino fundamental.
    É uma pena que a nomenclatura
    do colégio tenha expirado!
    E mais uma vez ... Parabéns pela
    matéria !

    ResponderExcluir